fbpx

Descubra como estruturar treinamentos eficazes que geram resultados reais com o Design de Jornada de Aprendizagem!

Logo da Escudo

Comportamentos de risco no trabalho: 5 formas para evitá-los e reduzir acidentes

Para evitar os comportamentos de risco precisamos estar conscientes sobre eles. E ter essa visão no ambiente de trabalho é essencial, já que os trabalhadores estão expostos a diversos perigos.

Receba os conteúdos no seu e-mail

Os comportamentos de risco no ambiente de trabalho prejudicam a saúde dos trabalhadores e são responsáveis por uma parcela significativa dos acidentes ocupacionais. Então, é responsabilidade da equipe de SST monitorar e corrigir as situações perigosas para reduzir o número de incidentes. 

  

Leia mais:  

  

Afinal de contas, a falta de cuidados e o descumprimento das diretrizes e condutas das normas regulamentadoras podem ser fatais quando envolvem colaborador e serviço. Por isso, a gestão eficiente e os treinamentos de qualidade evitam situações perigosas e tornam os trabalhadores conscientes dos seus comportamentos de risco 

Em outras palavras, os trabalhadores inseridos em uma cultura de SST sofrem menos acidentes no ambiente de trabalho, bem como auxiliam na identificação dos riscos ocupacionais. Mas como fazer a gestão correta das situações perigosas?   

O que são comportamentos de risco dentro de uma empresa? 

Antes de mais nada, os comportamentos de risco no trabalho são os diversos tipos de atitudes inadequadas de um trabalhador durante sua função. Em resumo, essas situações colocam em risco a própria vida do funcionário, bem como a de seus colegas.  

Então, esses comportamentos merecem a atenção dos profissionais de saúde e segurança do trabalho, pois precisam ser evitados. E isso independe da área em que a empresa atua, afinal, os perigos estão presentes em qualquer ambiente quando influenciados por atitudes humanas. 

Além disso, segundo dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho as máquinas e equipamentos são os principais causadores de acidentes ocupacionais. Então, grande parte dessas situações poderiam ter sido evitadas com processo de mapeamento de pontos críticos, segregação do fluxo de pessoas em áreas com máquinas e o uso de tecnologias na área de SST.  

Quais os principais comportamentos de risco no trabalho? 

Agora que você já sabe que as atitudes inadequadas se caracterizam como comportamentos de risco no trabalho, certamente você pensou em um exemplo ou outro, certo? Afinal, o fator humano pode desencadear situações perigosas com diversos fatores.  

Veja os principais comportamentos de risco no trabalho: 

1 – Improviso de ferramentas 

A improvisação de ferramentas é um ato responsável por muitos acidentes que poderiam ter sido evitados. Especialmente quando falamos das atividades manuais. Essa atitude é totalmente irresponsável e coloca a vida dos trabalhadores em risco. Por isso, é dever da empresa oferecer toda a estrutura necessária para que os funcionários executem suas funções com segurança, sem precisar de comportamentos de risco para cumprir com suas tarefas. 

2 – O não uso ou uso inadequado de EPIs 

Antes de mais nada, o EPI é todo dispositivo ou produto de uso individual usado pelo profissional, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a saúde e segurança no trabalho. Apesar da sua importância, existem trabalhadores que negligenciam seu uso, então ficam expostos a acidentes. O fornecimento, manutenção e monitoramento do uso dos EPIs é de responsabilidade da empresa. Então, mais uma vez fica evidente o papel da equipe de SST em evitar os comportamentos de risco. 

3 – Estresse 

Já faz algum tempo que o estresse é apontado como uma das principais causas de acidente de trabalho, de acordo com a OMS. A sobrecarga, jornada de trabalho estendido e a desvalorização são alguns dos fatores que contribuem para esse comportamento de risco. Nesse sentido, qualquer desequilíbrio emocional pode diminuir o rendimento do trabalhador, bem como o deixar exposto a doenças ocupacionais.    

4 – Executar atividades sem o treinamento obrigatório 

Não é novidade para ninguém que conhece o universo de SST que os treinamentos obrigatórios existem para capacitar os trabalhadores a exercerem suas funções com responsabilidade e segurança. Afinal, são eles os responsáveis por ensinar a melhor forma de operar máquinas, usar EPIs e EPCs corretamente, bem como deixá-lo consciente sobre os riscos no ambiente em que atua. Por isso, é importante seguir as determinações das normas regulamentadoras de acordo com cada área de trabalho.  

5 – Insegurança ou segurança em excesso   

Em quinto lugar, os comportamentos de risco relacionados à insegurança ou segurança em excesso levam a atitudes perigosas. Afinal, podem gerar negligência, descuido, falta de atenção ou mesmo a má interpretação dos perigos.  

6 – Brincadeiras durante a jornada de trabalho  

É importante ter a percepção de que existe momento para tudo, então, brincar no trabalho com certeza não é adequado. Afinal, a distração, falta de prudência e de responsabilidade podem trazer grandes perigos e causar acidentes. 

Como evitar os comportamentos de risco no trabalho? 

Em primeiro lugar, para evitar os comportamentos de risco precisamos estar conscientes sobre eles, em outras palavras, ter a percepção das situações perigosas. Sendo assim, ter essa visão no ambiente de trabalho é essencial, visto que os trabalhadores estão expostos a diversos perigos físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes. 

Sendo assim, seguir essas dicas vai evitar os comportamentos de risco no trabalho, por exemplo: 

  1. Oferecer treinamento e fazer a gestão adequada: a capacitação dos colaboradores contribui ativamente na redução de acidentes. É importante ficar atento aos prazos de vencimento dos certificados para que o trabalhador fique com o treinamento em dia. Algumas plataformas, como é o caso do Sistema Escudo, emite alertas automáticos do vencimento de cursos e relatórios completos e personalizáveis para a gestão. 
  1. Monitorar o uso correto de EPIs: se certificar com frequência de que os trabalhadores estão usando os EPIs corretamente é essencial para evitar acidentes. Além disso, analisar se o equipamento está em perfeitas condições e caso não esteja, providenciar imediatamente um novo. 
  1. Avaliar a saúde mental do trabalhador: monitorar o clima organizacional, bem como os comportamentos de risco que geram conflitos entre os trabalhadores é fundamental para garantir um ambiente de trabalho saudável e evitar doenças ocupacionais, por exemplo. 
  1. Cumprir com as normas regulamentadoras: as NRs são responsáveis por definir os requisitos mínimos para que o trabalhador exerça suas atividades com segurança. Além disso, cada área possui suas próprias obrigações, então cumprir com a legislação não é uma necessidade e sim um dever; 
  1. Investir em ferramentas de percepção de risco: o Mapa de Risco, por exemplo, é uma ferramenta muito útil para a consciência dos perigos no ambiente de trabalho, pois assim os trabalhadores ficam cientes das situações mais críticas. 

Pronto para contribuir na redução dos comportamentos de risco?  

Por fim, podemos concluir que cabe à empresa estimular os comportamentos seguros no trabalho. Em outras palavras, influenciar através de uma cultura de saúde e segurança faz a diferença. Então, é necessário reconhecer a importância do SST, bem como compartilhar os saberes e experiências para evitar os acidentes de trabalho. 

Além disso, os trabalhadores muitas vezes têm ciência dos comportamentos de risco, mas mesmo assim o fazem por negligência da empresa. Claro que é impossível afirmar que as atitudes imprudentes podem ser 100% eliminadas, porém, é possível trabalhar para minimizá-las sempre que possível.  

Nós do Sistema Escudo, acreditamos que os treinamentos contribuem para as ações corretas, prevenção de acidentes e consciência dos riscos.  

Por isso, investimos 4 milhões de reais em uma plataforma de treinamentos robusta que não tem o objetivo apenas de entregar conteúdo, mas sim de promover a aprendizagem. Levamos isso tão a sério que somos a 1ª universidade corporativa do Brasil com foco em SST que trabalha em total conformidade com a NR 1. Pronto para minimizar os comportamentos de risco em sua empresa e elevar a sua produtividade? Clique no banner abaixo e agende uma demonstração gratuita com nossos especialistas: 

Mais de 15 mil pessoas já se inscreveram

Receba os conteúdos no seu e-mail

Veja mais posts

Um guia detalhado que aborda todas as partes da NR-22, incluindo requisitos...
Seguindo os passos de Planejamento, Execução, Verificação e Ação, é possível identificar...
Todos os trabalhadores estão sujeitos aos riscos ambientais, por isso é importante...

Entre em contato conosco

Preencha o formulário e um dos nossos especialistas entrará em contato com você para falar mais sobre as nossas soluções.