fbpx

Descubra como estruturar treinamentos eficazes que geram resultados reais com o Design de Jornada de Aprendizagem!

Logo da Escudo

ISO 14001: tudo que o gestor precisa saber para não arranhar a imagem da empresa

Receba os conteúdos no seu e-mail

Em nosso último texto, tratamos sobre a sigla QSMS e a importância que os componentes desta estrutura têm no sucesso de uma organização: Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde. Neste texto, vamos conversar um pouco sobre a ISO 14001, que é a norma internacional que certifica a Gestão Ambiental de uma empresa.

A preocupação com o meio ambiente é um tema de extrema relevância atualmente, como trata a ISO 14001. Há não muito tempo, uma empresa poderia até tentar “se vender como responsável” com questões ambientais sem realmente ser. Mas com novas formas de fiscalização e o grande volume de informação que circula hoje em dia, é praticamente impossível passar esta imagem de forma ilusória. Tanto é que há inúmeros casos de empresas de renome internacional que tiveram suas imagens arranhadas pela exposição de práticas, digamos, nada “pró” meio ambiente.

Há ações muito simples, que inclusive as pessoas vêm adotando no seu cotidiano. Reciclagem, preocupação com a origem e destinação de materiais, redução do uso de produtos com materiais nocivos, entre outros. Porém, quando se coloca este tema na perspectiva de uma empresa,  envolvemos uma quantidade maior de fatores que influencia na sua definição como ambientalmente responsável. É aqui que entra a ISO 14001: para estabelecer critérios, auditar procedimentos e certificar as empresas.

Série 14000

A ISO 14001, que versa sobre o Sistema de Gestão Ambiental (SGA), faz parte da série 14000, que engloba normas referentes à responsabilidade ambiental. Temos ainda a 14004, que aborda o SGA destinado ao uso interno da empresa; a 14010, que estabelece os critérios das Auditorias Ambientais, assegurando a credibilidade das certificações; a 14031, que estabelece normas de Desempenho Ambiental; a 14020, sobre Rotulagem Ambiental; e a 14040, sobre a Análise do Ciclo de Vida.

O grande objetivo deste conjunto de normas é garantir o equilíbrio e a proteção do meio ambiente, agindo em diferentes pontos das cadeias de produção e consumo.

Nunca é demais lembrar que ISO é a sigla equivalente à International Organization for Standardization. Órgão do qual o Brasil faz parte por intermédio da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Ou seja, tudo o que for tratado neste texto é válido para o território nacional e reconhecido internacionalmente como um padrão de excelência, assim como outras normas ISO existentes e bem conhecidas, como a 9001.

Principais pontos

A aplicação do SGA, conforme estipulado pela ISO 14001, visa garantir que a empresa atue de forma sustentável em seu negócio. Seja ele um produto ou um serviço. A Comissão de Brundtland, em 1987, definiu o desenvolvimento sustentável como aquilo que:

“satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades”.

Este conceito, apesar de “antigo”, ainda define muito bem o princípio que a empresa precisa respeitar para ser considerada ambientalmente responsável. Principalmente a partir da ISO 14001. Não importa seu ramo de atuação, é necessário um cuidado com os processos e recursos diretamente utilizados, bem como toda a cadeia que envolve seu negócio para que ela não afete o meio ambiente em que está inserida.

Inclusive o escopo da norma ISO 14001 foi atualizado em 2015 tornando-a mais abrangente no que tange aos aspectos que não estão diretamente ligados à ação da empresa, mas à preocupação com o “antes” e o “depois”. Hoje podemos dizer que inclusive esta norma está mais adequada e atualizada com um conceito de responsabilidade socioambiental, não apenas ambiental.

Quanto falamos de “antes” e “depois”, falamos sobre o controle ou influência em todo o ciclo que envolve o produto ou serviço da empresa. Desde sua projeção, fabricação, distribuição, consumo e até o descarte. Muitas empresas não executam necessariamente todos os processos desta cadeia. Então sua responsabilidade pode envolver também a escolha de fornecedores, distribuidores ou qualquer outro prestador de serviço que atue em algum ponto sobre o seu negócio. Aí entra a importância da ISO 14001.

O Sistema de Gestão Ambiental também visa prevenir e mitigar efeitos adversos causados pelo negócio. Identificar os riscos de eventuais impactos, guiar a empresa no cumprimento de normas e legislações pertinentes e orientar a comunicação das questões ambientais aos públicos de interesse.

Gastos, investimentos e ganhos com o Sistema de Gestão Ambiental

A certificação ISO 14001 pode até ser trabalhosa e despender de investimentos específicos, mas precisamos observar o que se tem a ganhar em termos financeiros – direta e indiretamente – com a implementação do SGA e sua consequente certificação.

A partir da ISO 14001, a gestão ambiental deverá oferecer ao gestor um controle total do ciclo de vida de seu produto, como já falamos. Ou seja, dependendo de que ponto você atua na cadeia da indústria, poderá escolher matéria prima de qualidade, garantir o aproveitamento total durante a produção e evitar desperdícios. Tanto durante a produção, com o aproveitamento máximo dos insumos, quanto no transporte, evitando perdas e danos.

Indiretamente, a responsabilidade da empresa refletida na qualidade de seu produto ou serviço, por meio da ISO 14001, gera ganhos tanto na confiança de seus stakeholders quanto na própria imagem perante ao seu consumidor. Especialmente se observarmos que as novas gerações querem consumir produtos sustentáveis. Estes fatores geram grandes oportunidades de marketing, que se bem trabalhadas irão otimizar o retorno financeiro, tornando este um ciclo de ganhos ainda maior.

Ainda há possibilidades mais específicas que podem representar novas oportunidades para a organização, como financiamentos com taxas menores ou benefícios legais que amparem empresas certificadas.

Como buscar a certificação ISO 14001

A certificação pela ISO 14001 é complexa, pois são inúmeras as medidas a serem adotadas por uma organização para se adequar às normas internacionais e à legislação brasileira, que igualmente não é simples. Assim, estima-se que uma organização leve de 10 a 18 meses para obter a certificação.

Este processo requer o envolvimento de todos os colaboradores com muito foco no objetivo, buscando especialização na área, informações sempre atualizadas e auxílio externo especializado, tanto com treinamentos para os envolvidos quanto a consultoria especificamente na aplicação das mudanças necessárias. Contudo, a complexidade não tira a relevância de uma organização ser certificada pela ISO 14001. Portanto, se você é gestor, busque saber mais sobre essa certificação!

Mais de 15 mil pessoas já se inscreveram

Receba os conteúdos no seu e-mail

Veja mais posts

Um guia detalhado que aborda todas as partes da NR-22, incluindo requisitos...
Seguindo os passos de Planejamento, Execução, Verificação e Ação, é possível identificar...
Todos os trabalhadores estão sujeitos aos riscos ambientais, por isso é importante...

Entre em contato conosco

Preencha o formulário e um dos nossos especialistas entrará em contato com você para falar mais sobre as nossas soluções.