fbpx

Descubra como estruturar treinamentos eficazes que geram resultados reais com o Design de Jornada de Aprendizagem!

Logo da Escudo

O que é PGR: Programa de Gerenciamento de Riscos?

O PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) transcende sua natureza de obrigação legal, tornando-se uma ferramenta indispensável para fomentar a segurança e o bem-estar dos trabalhadores.

Receba os conteúdos no seu e-mail

No universo corporativo, o PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) é uma peça fundamental para salvaguardar a saúde e segurança dos trabalhadores. É essencial compreender profundamente o que constitui o PGR e sua importância no contexto do Gerenciamento de Riscos Ocupacionais. 

Leia mais: 

 

O PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos), enquanto manifestação prática do Gerenciamento de Riscos Ocupacionais, tem como propósito a constante melhoria das condições laborais. Seja por meio de documentação física ou adoção de sistemas eletrônicos, o programa incorpora abordagens multidisciplinares e processos sistemáticos para atenuar os riscos ocupacionais. 

Entender que o PGR transcende uma mera obrigação legal é essencial. É uma ferramenta dinâmica que, quando implementada corretamente, não só cumpre os requisitos regulatórios, mas também fortalece a segurança, produtividade e a excelência na gestão de riscos no ambiente de trabalho. 

Para aprofundar seu conhecimento sobre a importância do PGR, suas diretrizes e impactos positivos na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, continue a leitura! 

 

Quem deve elaborar o PGR? 

Conforme estipulado pela NR 1, ele constitui uma obrigatoriedade para todos os empregadores que mantenham trabalhadores no regime CLT. No entanto, é crucial destacar a existência de exceções notáveis. Microempreendedores Individuais (MEI) e microempresas/empresas de pequeno porte, enquadradas nos graus de risco 1 e 2, estão dispensados de tal exigência, sujeitos a critérios específicos. 

Esta obrigatoriedade, imposta pela legislação, visa assegurar um ambiente laboral seguro e saudável para os trabalhadores. No entanto, compreender as nuances das exceções é tão essencial quanto cumprir as diretrizes regulamentares. Para os MEIs e empresas de menor porte, a dispensa do PGR está condicionada a uma avaliação criteriosa dos riscos presentes no ambiente de trabalho. 

É fundamental reconhecer que a dispensa do PGR não implica em menosprezo à segurança dos trabalhadores. Pelo contrário, é um reconhecimento de contextos específicos e um incentivo à adequação às normativas de forma proporcional.  

 

 

 

Validade e alterações no PGR 

O PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) é uma ferramenta dinâmica e essencial para a segurança ocupacional nas empresas. Ao contrário de ser um documento estático, o PGR é intrinsecamente ligado à evolução das atividades empresariais, refletindo a necessidade de adaptação contínua às transformações do ambiente laboral. 

A avaliação de riscos, parte vital do PGR, não é apenas um procedimento pontual, mas um processo em constante evolução. Conforme recomendação da NR 1, a revisão deve ocorrer, no mínimo, a cada dois anos, assegurando que as medidas de prevenção e os parâmetros adotados estejam alinhados com as demandas atuais do cenário laboral. 

Além do ciclo bienal, há situações específicas que demandam uma revisão imediata da avaliação de riscos. São momentos cruciais que exigem uma análise minuciosa e atualização do PGR:  

  • Implementação de medidas preventivas,  
  • Avanços tecnológicos,  
  • Ocorrência de acidentes, 
  • Mudanças nos requisitos legais. 

Essas revisões não apenas garantem a conformidade com as normativas vigentes, mas também visam aprimorar a eficácia do programa diante das dinâmicas do ambiente de trabalho. 

É vital compreender que a dinâmica do PGR não é apenas uma obrigação regulatória, mas uma estratégia proativa para a gestão efetiva dos riscos ocupacionais. Em busca de ambientes laborais mais seguros e saudáveis, as empresas devem encarar o PGR como uma ferramenta em constante evolução, capaz de antecipar e responder eficazmente às mudanças no cenário laboral. 

 

Formato do relatório PGR 

A flexibilidade é uma característica do PGR quanto ao formato de armazenamento. Empresas podem optar por mantê-lo em meio físico ou digital, contanto que garantam amplo acesso aos documentos para fiscalização, trabalhadores e seus representantes, conforme previsto pela NR 1. 

 

Metas, indicadores e resultados 

A fiscalização do PGR é atribuição da Secretaria de Inspeção do Trabalho – SIT/MTE. A responsabilidade pelo desenvolvimento e implementação do programa recai sobre cada empregador. Os indicadores do PGR são gerenciados pelos empregadores, e a SIT fiscaliza a conformidade e a efetividade das ações empreendidas. 

 

Importância do desenvolvimento correto 

O correto desenvolvimento do PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) é um pilar fundamental para a gestão eficaz dos riscos ocupacionais, resultando em uma notável redução de acidentes e doenças no ambiente de trabalho. A atenção diligente às normativas, a revisão periódica e a efetividade contínua das medidas preventivas são elementos cruciais para assegurar um ambiente laboral seguro e propício à saúde. 

Em síntese, o PGR transcende sua natureza de obrigação legal, tornando-se uma ferramenta indispensável para fomentar a segurança e o bem-estar dos trabalhadores. Sua implementação adequada não apenas atende aos requisitos regulatórios, mas também contribui significativamente para a construção de um ambiente de trabalho mais seguro, produtivo e alinhado aos mais altos padrões de excelência em gestão de riscos. 

O PGR não deve ser encarado apenas como um cumprimento formal, mas como um investimento estratégico na proteção dos colaboradores e na preservação da integridade da empresa. A integração efetiva do PGR na cultura organizacional não apenas fortalece a conformidade legal, mas também reflete o compromisso da empresa com a segurança e qualidade de vida no trabalho. 

 

Conte com um suporte especializado em SST! 

Encerramos este artigo destacando a importância de contar com suporte especializado para fortalecer as práticas de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) em sua empresa. Se você busca orientação e soluções alinhadas às normativas da NR 1, a Sistema Escudo é a melhor opção. 

Somos a primeira e única plataforma LMS no Brasil dedicada exclusivamente à saúde e segurança do trabalho e em total conformidade com a NR 1. Nosso compromisso com a segurança física e jurídica nos posiciona como uma parceira confiável para impulsionar as práticas de SST em sua organização. 

Entendemos que cada empresa possui necessidades específicas, por isso oferecemos um suporte abrangente, personalizado e alinhado com as diretrizes regulatórias. Nossa equipe de especialistas está pronta para compreender os desafios específicos do seu negócio e colaborar na implementação de estratégias eficazes. 

Ao escolher a Sistema Escudo, você não apenas investe em conformidade legal, mas também em uma cultura organizacional que valoriza a segurança e o bem-estar dos colaboradores. Nossos programas de treinamento e capacitação são desenvolvidos para promover uma compreensão profunda das NRs vigentes, capacitando sua equipe a agir proativamente na identificação, prevenção e gestão de riscos ocupacionais. 

Não deixe a segurança do seu ambiente de trabalho ao acaso. Entenda como podemos fazer a diferença para você e sua equipe, promovendo um ambiente de trabalho mais seguro e produtivo e ajudando a desenvolver um PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) da melhor forma. Entre em contato conosco clicando no banner abaixo: 

Mais de 15 mil pessoas já se inscreveram

Receba os conteúdos no seu e-mail

Veja mais posts

Seguindo os passos de Planejamento, Execução, Verificação e Ação, é possível identificar...
Todos os trabalhadores estão sujeitos aos riscos ambientais, por isso é importante...
Descubra tudo sobre a NR15 e suas implicações legais para garantir a...

Entre em contato conosco

Preencha o formulário e um dos nossos especialistas entrará em contato com você para falar mais sobre as nossas soluções.