fbpx

Descubra como estruturar treinamentos eficazes que geram resultados reais com o Design de Jornada de Aprendizagem!

Logo da Escudo

Impactos financeiros da estratégia de ESG e sustentabilidade nas empresas

Investir em ESG e sustentabilidade mitiga riscos e gera uma proteção a longo prazo sobre os negócios. Então, o posicionamento contrário a questões ambientais, sociais e de governança prejudicam não só o funcionamento do mercado, assim como os esforços coletivos contra mudanças climáticas.

Receba os conteúdos no seu e-mail

Nos últimos dois anos a conscientização sobre os impactos do ESG e sustentabilidade vem crescendo por parte das empresas. Afinal, os consumidores estão cada vez mais preocupados com questões ambientais, sociais e de governança. Então, esse assunto merece lugar de destaque nas organizações que agem de forma estratégica. 

  

Leia mais:  

  

E não é à toa que os conceitos de ESG e sustentabilidade estão cada vez mais presentes no dia a dia de gestores, investidores, sócios, colaboradores, clientes e fornecedores. Enfim, em todo o grupo de stakeholders de uma empresa. Apesar do conceito ser facilmente entendido, não é uma tarefa tão simples aplicá-lo no universo corporativo. 

Afinal, o ESG gera impactos financeiros dentro das organizações. Então, com o movimento acelerado das empresas adeptas às suas práticas, cresce a necessidade de avaliar meios para integrar o lado econômico e beneficiar a competitividade do negócio.   

Antes de mais nada, qual a diferença entre ESG e Sustentabilidade?  

É comum ouvir por aí que ESG e sustentabilidade são sinônimos. Afinal, o “E” do primeiro conceito significa ambiental, então gera uma certa confusão. 

Conforme o especialista Roberto Roche conceitua, o ESG na prática significa o risco financeiro do negócio. Em outras palavras, as empresas que aplicam suas ações, medem e relatam seus aspectos ambientais, sociais e de governança, juntamente às suas questões financeiras, como: lucros, despesas, crescimento, etc. 

Em resumo, o ESG envolve capital, operações, relatórios, entre outras coisas que vão além da sustentabilidade. 

Ou seja, a sustentabilidade é apenas um dos três pilares do ESG, que incorpora considerações de governança social e corporativa, indo além do ambiental. 

Então, uma empresa só é sustentável se considerar o ESG em seus processos.   

Impacto financeiro do ESG e sustentabilidade  

As ações de ESG e sustentabilidade vêm sendo pauta nos últimos anos e é bom lembrar que continuará assim. Então, empresas de pequeno, médio ou grande porte precisam voltar seus olhos para esse assunto. 

Afinal de contas, uma pesquisa da EY apontou que 99% dos investidores têm utilizado as divulgações de ESG e sustentabilidade das empresas como parte de suas decisões de investimento. 

Assim como, 78% desses investidores acreditam que as organizações devem investir em ESG mesmo que isso reduza lucros a curto prazo. No entanto, apenas 55% dos líderes financeiros de empresas concordam com isso. Ou seja, o mercado brasileiro ainda não atingiu a maturidade desejada. 

Afinal de contas, investir em ESG e sustentabilidade mitiga riscos e gera uma proteção a longo prazo sobre os negócios. Então, o posicionamento contrário a questões ambientais, sociais e de governança prejudicam não só o funcionamento do mercado assim como os esforços coletivos contra mudanças climáticas. 

Além disso, podemos citar uma série de benefícios para o setor financeiro das empresas que investem em ESG e sustentabilidade. Como por exemplo:  

1 – Novos investidores  

Conforme mencionamos no tópico acima, os investidores têm levado em consideração na tomada de decisões os dados de ESG e sustentabilidade das empresas. Ou seja, possuem interesse e dão prioridade para organizações que tenham impacto socioambiental positivo. Além disso, estão até dispostos a pagar a mais por isso.   

2 – Redução de custos ambientais  

As ações de ESG e desenvolvimento sustentável ajudam empresas a aproveitarem melhor seus recursos e em consequência economizarem, como: o consumo consciente de água e energia, por exemplo.   

3 – Aumento das vendas   

Você sabia que não são apenas os investidores que estão preocupados com questões socioambientais? Pois é, os consumidores também têm optado por empresas responsáveis com ESG. Pesquisas apontam que 50% das pessoas têm preocupação ecológica em suas decisões de compra. Então, estar alinhado com as questões sociais, ambientais e de governança coloca seu negócio em evidência e aumenta a competitividade.   

Como investir em ESG e sustentabilidade no seu negócio?  

Conforme você pôde observar ao longo desse artigo, alinhar as práticas e ações para questões ambientais, sociais e de governança é garantir a sobrevivência do negócio. Afinal, todos os stakeholders estão envolvidos. Mas, precisamos assumir que essa tarefa não é tão fácil quanto o conceito parece ser.  

As pesquisas mostram que a maturidade em ESG e sustentabilidade, principalmente, nas empresas brasileiras, ainda não atingiu um nível satisfatório. É comum o ceticismo por parte de líderes financeiros. No entanto, quem não investe em ações eficazes tende a ficar para trás em meio ao mercado.  

Sendo assim, como qualquer projeto ou objetivo, precisamos de um ponto de partida. Então, como começar a investir em ações que fortaleçam as pautas de ESG e sustentabilidade dentro da sua empresa?  

1 – Identifique os temas críticos da sua empresa 

Antes de mais nada, é necessário identificar os temas de ESG e sustentabilidade no cenário em que sua empresa atua. Um ponto que não pode ser esquecido é a importância da transparência. Assim, todos os seus stakeholders terão entendimento sobre as ações praticadas e saberão o que é preciso ser feito para que a organização avance. Com esse diagnóstico, a instituição poderá pontuar de forma mais clara os próximos movimentos para atingir seus objetivos.   

2 – Mapeie o que já existe e o que precisa ser feito  

Você só conseguirá dar os primeiros passos para alinhar as práticas de ESG e sustentabilidade ao ter a visão clara dos pontos fortes e de melhoria. Então, analise tudo que a empresa já faz relacionado a questões ambientais, sociais e de governança, e o que precisa ser desenvolvido para nortear o caminho em busca do objetivo.    

3 – Documente tudo   

A partir do diagnóstico de pontos fortes e de melhoria, é importante que todos os dados e informações sejam organizados, registrados e documentados. Afinal, servem como uma ferramenta importante para a preparação das empresas frente ao ESG. Além disso, toda essa documentação serve para que as empresas possam ser listadas na Bolsa de Valores, e assim, sejam notadas por investidores.  

4 – Invista na governança   

A governança é um dos pilares do ESG, então, é através dela que as questões socioambientais são pautadas na empresa. É essencial que líderes e gestores estejam envolvidos nos objetivos, planejamentos, ações e metas.    

Construa a pauta de ESG e sustentabilidade em seu negócio  

Agora me conta: como anda as questões ambientais, sociais e de governança em seu negócio? Está em pauta para o planejamento de ações deste ano? Bom, espero que sim, pois nos próximos anos as empresas alinhadas ao ESG e sustentabilidade estarão em evidência no mercado. E quem não quer vender mais e lucrar melhor, né? 

Antes de mais nada, é importante que você construa uma cultura de preservação e equilíbrio nas relações sociais e corporativos do seu negócio. E podemos dizer que quebrar esse paradigma cultural é um dos principais desafios para adoção do ESG como fator estratégico das organizações.  

Aqui no Sistema Escudo, nós contribuímos e já pensamos nas práticas de ESG e sustentabilidade das empresas. Afinal de contas, nosso foco é preservar a vida dos trabalhadores e a integridade dos ambientes ocupacionais. Com treinamentos em segurança do trabalho que ensinam verdadeiramente a agir com responsabilidade. 

Afinal, essa pauta tem tudo a ver com saúde e segurança do trabalho. Então quer saber como dar um passo certeiro no ESG e sustentabilidade em seu negócio?

Mais de 15 mil pessoas já se inscreveram

Receba os conteúdos no seu e-mail

Veja mais posts

Um guia detalhado que aborda todas as partes da NR-22, incluindo requisitos...
Seguindo os passos de Planejamento, Execução, Verificação e Ação, é possível identificar...
Todos os trabalhadores estão sujeitos aos riscos ambientais, por isso é importante...

Entre em contato conosco

Preencha o formulário e um dos nossos especialistas entrará em contato com você para falar mais sobre as nossas soluções.